Educação Profissional e o Ensino Superior: das escolas de aprendizes artífices aos institutos federais

Autores

  • Fernanda Bartoly Gonçalves de Lima IFB

DOI:

https://doi.org/10.4013/rlah.v5i15.696

Resumo

A presente pesquisa pretende discutir as transformações políticas que ocorreram no decorrer histórico da educação profissional brasileira, levando escolas voltadas para a preparação de jovens operários do início do século XX a se tornarem hoje instituições pluricurriculares que incluem o ensino superior. Para isso, se realizou uma análise bibliográfica em conjunto com fontes legislativas, de forma a se aproximar das razões político-econômicas que incidem sobre a transfiguração de uma escola de caráter operário para uma instituição com ampla rede de atuação. A partir da contextualização histórica dessas instituições, se percebe que essas mudanças estão associadas a transformações no modo de produção do sistema capitalista, de forma a consolidar uma educação superior em conformidade com as necessidades desta lógica social. Cabe lembrar que as considerações dessa pesquisa se limitam a indicar os entraves políticos e ideológicos que incidem sobre a formação nessas instituições.

Biografia do Autor

Fernanda Bartoly Gonçalves de Lima, IFB

Doutoranda e Mestre em Educação pela Universidade de Brasília. Professora do Instituto Federal de Brasília.

Downloads

Publicado

2016-08-24

Edição

Seção

Dossiê