Tempo e eternidade no pensamento kierkegaardiano

María Binetti (autora), Elisângela Pereira Machado (tradutora)

Resumo


O artigo propõe mostrar a originalidade do pensamento kierkegaardiano no tratamento existencial das noçõesde tempo e eternidade. Ambas categorias espirituais – determinantes da realidade do eu como sujeito singularexistente – são abordadas por S. Kierkegaard em função do instante da decisão livre, no qual o temporal e o eterno se implicam e sustentam mutuamente. O instante constitui a presença total de uma ação absoluta, exercida na transcendência e prolongada no tempo. No instante, a eternidade assume o caráter concreto da existência humana e o devir livre fica qualificado como história pessoal. Este presente absoluto, que é presença e realidade plena, expressa assim a contemporaneidade do eu consigo mesmo, como Outro e os outros.

Palavras-chave


Tempo; Eternidade; Instante; Contemporaneidade; Existência

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1808-5253 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122