Cultura material e alimentação: os hábitos alimentares de uma família de Belo Horizonte no início do século XX

Autores

  • Natânia Silva Ferreira IE - UNICAMP

DOI:

https://doi.org/10.4013/rlah.v8i22.1043

Palavras-chave:

Cultura material. Alimentação. Belo Horizonte.

Resumo

O objetivo deste artigo é compreender especificidades da alimentação na Belo Horizonte das duas décadas iniciais do século XX, com destaque para os hábitos alimentares de uma família da classe média da capital mineira. Será privilegiado o alimento considerando o consumo, o enfoque social e as significações culturais. Para cumprimento do objetivo, foram utilizadas as seguintes fontes principais: livro de memórias de Beatriz Borges Martins, membro da família que será destaque neste texto; documento referente a 1902 da coleção de leis e decretos do Estado de Minas Gerais; recortes de jornais e revistas que circularam pela capital mineira no início do século XX. Pode-se concluir que a alimentação, entendida como um dos elementos materiais da cultura, é um processo que guarda estreitas relações com a forma à qual uma sociedade se desenvolve e com a classe social a ser considerada, bem como, com a cultura local em conexão com as transformações da cultura de ordem nacional e internacional.

Biografia do Autor

Natânia Silva Ferreira, IE - UNICAMP

Instituto de Economia (IE) da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)

Downloads

Publicado

2019-12-28