A possibilidade da Comunicação: articulações entre Bergson e Bachelard na Nova Teoria da Comunicação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.4013/qt.2021.918.06

Resumo

Ciro Marcondes Filho (*1948-†2020) levou a cabo o empreendimento de compreender a Comunicação em sua maioridade, como Ciência, e lançou as bases da Nova Teoria da Comunicação (NTC) que, por sua vez, assenta-se na epistemologia metapórica. Assumindo a comunicação como fenômeno raro, que é impossível de ser capturado por métodos científicos tradicionais, o métaporo – procedimento de pesquisa da NTC – liberta o pesquisador para vivenciar aquilo que não é um fenômeno de racionalização, mas de intuição, de apreensão sensível; Acontecimento comunicacional. Apresenta-se, neste artigo, dois princípios filosóficos nos quais se assenta a epistemologia metapórica, quais sejam – a duração em Bergson e o instante em Bachelard, para, na sequência, explicitarmos de que forma se dá a articulação entre eles no escopo da NTC.

Biografia do Autor

Vanessa Matos dos Santos, Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

Docente do curso de Jornalismo da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) com atuação também na Pós-graduação em Tecnologias, Comunicação e Educação.Doutora em Educação pela UNESP com estágio no exterior realizado na UNED Madrid (Espanha), Doutoranda em Meios e Processos Audiovisuais na Universidade de São Paulo (USP). Mestre em Comunicação pela UNESP. E-mail: vanmatos.santos@gmail.com
 

Downloads

Publicado

2022-02-07

Como Citar

DOS SANTOS, V. M. A possibilidade da Comunicação: articulações entre Bergson e Bachelard na Nova Teoria da Comunicação . Questões Transversais, São Leopoldo, Brasil, v. 9, n. 18, 2022. DOI: 10.4013/qt.2021.918.06. Disponível em: http://revistas.unisinos.br/index.php/questoes/article/view/23072. Acesso em: 25 jun. 2022.