América Latina: erupção de uma filosofia?

Pedro Geraldo Aparecido Novelli

Resumo


Como é possível a filosofia na América Latina? Já não existe uma filosofia latino-americana? O que significa filosofar desde o continente em questão? Essas questões são tratadas a partir da proposta de Enrique Dussel de uma filosofia genuinamente latino-americana por ele denominada de Filosofia da Libertação. O que caracteriza tal proposta filosófica, suas críticas às filosofias européias e seus desafios para o pensar filosófico são aqui investigados através de um viés que Dussel rejeita, ou seja, a perspectiva hegeliana. A leitura feita de Hegel hoje permite sugerir que, de certa forma, o Novo Mundo ou a América Latina mereceriam maior e melhor atenção em seu significado para a história da humanidade.


Palavras-chave


natureza, ser-humano, história, cultura

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1808-5253 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122