La dialéctica absoluta del pecado en el devenir de la libertad

Autores

  • María J. Binetti

Resumo

Este artigo pretende explicitar a noção de “eu” tal qual desenvolvida por Kierkegaard, mostrando que no interior desta encontra-se a presença de uma alteridade ativamente compreendida como diferença, não-ser, nada. Esta alteridade, por sua vez, possuiria a capacidade de dialetizar a existência e impulsioná-la, através da força da contradição, a se tornar seu constituinte idêntico. Dessa forma, esta alteridade radical seria, para Kierkegaard, o pecado, cuja tomada de consciência revela ao ser humano, em sua essencial dualidade, a diferença que o separa da divindade.

Palavras-chave: alteridade, pecado, liberdade, possibilidade, existência.

Publicado

2021-06-03

Edição

Seção

Artigos