Reportagens com denúncias na imprensa brasileira: análise de duas décadas da predileção por mostrar problemas

Solano Nascimento

Resumo


Este estudo analisa a publicação de reportagens com denúncias pela imprensa brasileira nos seis anos de eleições presidenciais pós-regime militar, o que significa um período de mais de 20 anos. O corpus escolhido são as três maiores revistas semanais do país: Época, IstoÉ e Veja. A conclusão é que o número médio de reportagens com denúncias praticamente triplicou a partir de 2002 na comparação com o período que vai de 1989 a 1998. Uma revisão bibliográfica é usada para mostrar que essa preferência da imprensa por denúncias, além de estar ligada ao avanço democrático do país, pode ser explicada por algumas das principais teorias do jornalismo.

Palavras-Chave: jornalismo, revistas, jornalismo investigativo.


Texto completo: PDF



ISSN: 1806-6925 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122

Projeto Gráfico: Jully Rodrigues

Crossref Member Badge
Crossref Similarity Check logo
Locations of visitors to this page