O uniforme enquanto objeto sígnico na área da saúde

Eliecília de Fátima Martins, Cecília Jerônima Martins

Resumo


Insere-se no âmbito dos estudos da cultura material, colocando o uniforme da área da saúde enquanto objeto de estudo. Objetiva-se analisar o significado dessa vestimenta enquanto elemento presente na imagem de empresas nas relações profissionais identitárias humanas e corporativas. Fundamenta-se em pesquisa bibliográfica, análise de indumentária e entrevista. Discute-se como esses artefatos são percebidos e interpretados nas relações internas e externas aos profissionais de saúde e a utilização do uniforme como forma contraditória de homogeneização e de distinção de classes sociais. Conclui-se que para a empresa, essa indumentária representa um conjunto de conceitos, afirmações e explicações, é interpretada como que derivada da identidade da área. Para os profissionais da saúde, ela atribui características e traços da individualidade desse grupo e ao mesmo tempo passa a ser símbolo de status e diferenciação social e de segregação dentro do próprio grupo de acordo com a função ou cargo que o individuo ocupa.

Texto completo: PDF



ISSN: 1806-6925 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122

Projeto Gráfico: Jully Rodrigues

Crossref Member Badge
Crossref Similarity Check logo
Locations of visitors to this page