Técnicas de vigilância e punição: o discurso da mídia sobre o professor e a escola

Anna Maria G. Carmagnani

Resumo


Na visão foucaultiana, o poder é uma estratégia e seus efeitos são atribuíveis a disposições, manobras, técnicas e funcionamentos. Baseado nesse princípio, este estudo tem por objetivo discutir as relações estabelecidas entre sujeito, discurso e identidade por meio da análise de textos produzidos pela mídia acerca de professores do ensino público e da escola. Defendemos que o discurso produzido pela mídia funciona como uma regulação produzida, aprovada e controlada pelo Estado que constitui a identidade do sujeito-professor. Contudo, essa identidade é contraditória e esse sujeito, ao mesmo tempo, aceita as acusações, confessa suas faltas e resiste aos modos como é representado na mídia. O texto discute alguns dos mecanismos utilizados para produzir esse discurso, baseando-se em textos da fase genealógica de Michel Foucault, e analisa artigos de jornais publicados nos últimos cinco anos e relatos de professores em um curso oferecido na universidade.





ISSN: 1806-6925 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122

Projeto Gráfico: Jully Rodrigues

Crossref Member Badge
Crossref Similarity Check logo
Locations of visitors to this page