A navegação do sujeito no discurso jornalístico impresso e eletrônico

Lucília Maria Sousa Romão, Cláudia Regina Benedetti

Resumo


Esse artigo sustenta-se no campo da Análise do Discurso de filiação francesa e mobiliza os conceitos de arquivo, memória e posição-sujeito para enveredar pelos caminhos da rede eletrônica procurando compreender o modo como, no grande Arquivo, constituem-se dizeres que têm a pretensão de documentar o dia anterior (impresso) ou em curso (eletrônico). Promovendo a mobilização de conceitos caros ao campo da comunicação, busca-se refletir sobre a contribuição deles e da teoria discursiva para problematizar o modo como os sentidos são produzidos no jornalístico impresso e eletrônico e o modo como o sujeito movimenta-se em uma página do discurso jornalístico impresso e eletrônico. Analisando o corpus coletado no jornal Folha de S. Paulo e Folha OnLine, infere-se que a memória e a ideologia promovem o retorno de alguns sentidos e o apagamento de outros, e que o sujeito discursivo tem movimentos a partir de uma posição em que lhe é possível relatar e informar.





ISSN: 1806-6925 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122

Projeto Gráfico: Jully Rodrigues

Crossref Member Badge
Crossref Similarity Check logo
Locations of visitors to this page