A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL NOS TRIBUNAIS BRASILEIROS: UM REDUTOR DE CUSTOS DE TRANSAÇÃO

Demétrio Beck da Silva Giannakos

Resumo


O texto que aqui se inicia tem por objeto analisar, em primeiro lugar, alguns conceitos existentes sobre a IA, bem como a sua dificuldade de conceituá-la de forma uníssona. Ainda, será demonstrado ao leitor que a dificuldade de conceituar a IA, na verdade, facilitou a pesquisa e o desenvolvimento da área.Ainda, recentemente, a inteligência artificial, ao ser aplicada aos Tribunais brasileiros, tem mudado o dia-a-dia dos mesmos e de que forma esta nova tecnologia reduzirá custos de transação nos processos judiciais para as partes e, até mesmo, para o próprio Poder Judiciário.Será analisado, também, os possíveis limites que a IA possui em sua aplicação. Por exemplo, podemos conceber que as sentenças e acórdãos passem a não ser proferidos por seres humanos? Uma decisão de mérito proferida pela inteligência artificial seria válida? Teria condições de analisar todas as questões de fato e direito analisadas em cada ação judicial?Enfim, são dúvidas recentes que serão analisadas no presente trabalho.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2526-9348. Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Av. Unisinos, 950, Cristo Rei, 93022-750, São Leopoldo, RS, Brasil. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122