Kierkegaard, Lessing e o problema das Migalhas Filosóficas

Ramon Bolívar Germano

Resumo


O presente artigo visa à apresentação e ao esclarecimento daquilo que Kierkegaard (sob a pena do pseudônimo Johannes Climacus) chamou de “o problema das Migalhas”. Como momento central da crítica kierkegaardiana ao tratamento objetivo da verdade do cristianismo, o problema das Migalhas remonta a um pequeno ensaio de G. E. Lessing e prefigura o que mais tarde, no Pós-Escrito conclusivo não- científico às Migalhas Filosóficas, será desenvolvido mais detida e especificamente como o problema subjetivo da verdade do cristianismo, isto é, como o problema do tornar- se cristão. Obviamente o problema em questão, sintetizado nas três perguntas que abrem as Migalhas Filosóficas, está inserido em uma ampla problemática cuja apresentação e desenvolvimento é assumido pela obra de Kierkegaard como um todo. Tendo em vista as complexidades aqui envolvidas, o artigo se propõe a analisar o “problema das Migalhas” dentro dos limites de sua formulação preliminar. Em termos gerais mostra-se como Clímacus, embora se aproxime sobremaneira de Lessing, desenvolve uma crítica a algumas das ideias defendidas pelo pensador alemão e como dá ao problema um desenvolvimento mais lúcido e abrangente.

Palavras-chave


Lessing; Kierkegaard; Problema das Migalhas; Demonstração; Fé

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1808-5253 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122