Desenvolvimento sustentável: três meias-verdades e algumas certezas

Adriano Naves de Brito

Resumo


Discuto a noção de desenvolvimento sustentável mediante a análise de três posições: o otimismo ingênuo, que aposta no desenvolvimento sem devida atenção a seus custos; o moralismo teleológico e humanista, que defende um outro tipo de desenvolvimento, mas perde o contato com os mecanismos concretos de reprodução da vida; e o fundamentalismo ecológico, que sacraliza a natureza. Face a essas posições, esboço uma visão de cunho naturalista que deve ajustar as expectativas na direção de uma visão mais equilibrada sobre o desenvolvimento sustentável e que tenha um viés evolucionista na análise do homem e da história.

Palavras-chave


História, Desenvolvimento sustentável, Teleologia, Evolucionismo

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1808-5253 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122