Os usos e as interpretações do postulado da razão teórica em Kant

Rodrigo Augusto Rosa

Resumo


O objetivo deste artigo é discutir o postulado da razão. O postulado determina a busca de condições de objetos. Mostra-se que o postulado da razão possui dois usos: como princípio da razão e como máxima lógica da razão. Como máxima, o postulado é subordinado ao entendimento, onde todas as condições encontradas são condicionadas à intuição sensível. O postulado como princípio da razão é concebido sob a ilusão transcendental. Neste caso, o postulado tem duas interpretações: como princípio constitutivo de objetos e como princípio regulativo da razão. A primeira é a interpretação do postulado onde o incondicionado é dado, uma vez que os objetos são coisas em si mesmos. A última é a interpretação do princípio da razão apenas como uma ilusão, isto é, os conceitos gerados pelo princípio da razão são ideias que representam objetos incondicionados, mas apenas como focus imaginarius.

Palavras-chave


Postulado da razão; Condição-condicionado; Ilusão transcendental

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1808-5253 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122