Breve consideração sobre a crítica de Hegel à teoria moral de Kant nos Princípios da Filosofia do Direito

José Francisco Martins Borges (UPF e PUCRS)

Resumo


No presente trabalho buscar-se-á apresentar, primeiramente, em linhas gerais a compreensão kantiana de lei moral e imperativo categórico. Posteriormente, far-se-á um exame da crítica de Hegel à teoria moral kantiana, entendida como um formalismo vazio e baseada no princípio de não-contradição. Por fim, tentaremos oferecer uma resposta para as críticas de Hegel ao imperativo categórico, demonstrando que Kant não baseou, e nem poderia basear, sua ética em um simples princípio formal de contradição, o que faria com que todo o trabalho kantiano de edificar a moralidade sobre um fundamento sólido viesse a ruir e desabar.

Palavras-chave


Ética Kantiana; Lei moral; Imperativo categórico; Hegel.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1808-5253 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122