Complexidade e organização biológica

Daniel Sander Hoffmann (UERGS)

Resumo


A área de pesquisa conhecida como biologia relacional foi inaugurada por Nicolas Rashevsky, porém foi largamente desenvolvida por Robert Rosen. Neste artigo eu apresento e discuto alguns dos pressupostos subjacentes a essa linha de investigação, adotando a estratégia de focar apenas em alguns dos principais avanços propostos por Rosen, em particular aqueles vinculados às noções de complexidade e organização biológica. Enfatizo também o conceito de “fechamento causal” roseniano, devido à sua relação próxima com a noção de autopoiese de Maturana e Varela. Procuro desenvolver, da melhor forma possível, uma investigação imparcial, apontando tanto as virtudes quanto os pontos críticos dos tópicos por mim selecionados a partir da vasta obra intelectual de Rosen.

Palavras-chave


Biologia relacional; Complexidade; Organismo.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1808-5253 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122