Sobre a Revista

Foco e Escopo

A Revista Controvérsia é uma revista voltada para a publicação de artigos originais da área de filosofia, assim como artigos de teor interdisciplinar, que vinculem questões filosóficas a problemas de outros campos do saber. É uma revista aberta à contribuição de alunos de pós-graduação, e de professores, pesquisadores e investigadores independentes. Os artigos submetidos são avaliados por especialistas (double-blind review). São aceitas tanto contribuições da área de história da filosofia quanto temático-argumentativos, que discutam assuntos e problemas atuais em evidência. Especialmente bem-vindos são artigos nas sub-áreas de Filosofia da Ciência, Filosofia Política, Ética Aplicada, Filosofia da Linguagem, Filosofia e Ciências Cognitivas, Filosofia e Psiquiatria e Filosofia e Neurociências, que estabeleçam um diálogo com literatura filosófica nacional e internacional recente.

Processo de Avaliação pelos Pares

A publicação dos artigos está sujeita à aprovação prévia da Comissão Editorial da revista, após o que serão submetidos à avaliação do tipo peer review feita por, pelo menos, dois pareceristas externos.

A aceitação final dos artigos depende dos seguintes critérios:

    • Recomendação dos pareceristas;

    • Efetivação dos ajustes necessários pelo(s) autores(es);

    • E aprovação da Comissão Editorial, cuja resolução contemplará seis diferentes avaliações:
      1. Aceitar;
      2. Correções obrigatórias;
      3. Submeter novamente para avaliação;
      4. Enviar para outra revista;
      5. Rejeitar
      6. Ver comentários

Periodicidade

Quadrimestral

Política de Acesso Livre

Contorvérsia oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

Histórico do periódico

A Revista Controvérsia foi fundada em 2005. É uma revista quadrimestral e editada unicamente em meio eletrônico, o que facilita o acesso gratuito e a difusão dos textos. Logo de início, foi indexada no The Philosopher's Index (Ohio University) a fim de dar maior visibilidade aos artigos nela publicados e na Clase Base de Dados (Citas latinoamericanas em Ciencias Sociales y Humanidades), editada pela Universidad Nacional Autónoma de México por meio da Dirección General de Bibliotecas, que há 30 anos analisa mais de 1500 títulos de revistas latinoamericanas. Pretendia inicialmente auxiliar na divulgação da produção de docentes e discentes dos programas de pós-graduação que compõem a comunidade acadêmica brasileira, porém também recebeu, ao longo dos anos, artigos de autores estrangeiros. A revista sempre acolheu contribuições vindas de diversas instituições, localizadas em diferentes regiões do país e obteve a colaboração de um corpo de pareceristas especialistas ad hoc. Tem uma seção destinada a artigos, uma a traduções e uma terceira a resenhas. Sua avaliação pela Capes é de nível B3. Durante seus anos de existência, contou com os seguintes editores: Dr. Alfredo Culleton, Dr. Mário Fleig, Dr.ª Sofia Stein, e com editores adjuntos, alunos do Programa de Pós-graduação em Filosofia da UNISINOS.