Ressignificando uma estreia como desenvolvimento profissional: a apropriação de um novo artefato em turma de EJA

Betânia Passos Medrado, Claudiane Costa Aguiar

Resumo


Este artigo adota os princípios e conceitos do Interacionismo Sociodiscursivo e, por conseguinte, o pressuposto vygotskiano de que a transformação de um artefato em instrumento promove o desenvolvimento dos indivíduos. Assim, objetivamos analisar o relato de uma professora sobre sua experiência em utilizar o modelo didático de Sequência Didática pela primeira vez em uma turma da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Os resultados da análise evidenciaram um processo de desenvolvimento e de ressignificação da prática por parte dessa professora.

Palavras-chave: artefato, desenvolvimento, docência, interacionismo sociodiscursivo.


Texto completo: PDF