Império e multidões no pensamento filosófico-político de Antonio Negri

Autores

  • Luigi Bordin

Resumo

Diante duma esquerda bastante confusa e incapaz de análises, propostas e ações positivas, para enfrentar à altura a ofensiva neoliberal, parece salutar confrontar-nos com as posições de Antonio Negri, um dos filósofos políticos mais importantes da esquerda radical hoje. Apresentaremos sinteticamente os aspectos principais do seu pensamento filosófico-político. Focalizaremos, de um lado, sua trajetória teórica das décadas de 60 a 80: sua contribuição ao neomarxismo italiano, seu encontro com a ética e ontologia de Espinosa, a hibridação do seu marxismo com a filosofia pós-estruturalista francesa de Deleuze, Guattari e Foucault; de outro lado, a partir do seu importante livro Império, exporemos sua crítica radical ao poder imperial no contexto do paradigma do “biopoder” hoje e sua reflexão sobre a resistência das multidões.

Palavras-chave: nova ordem jurídico-econômico-política, produção biopolítica, administrando a sociedade global de controle, resistência, multidões contra o Império.

Downloads

Publicado

2021-06-03

Edição

Seção

Artigos