Nietzsche e a doutrina das coisas mais próximas

Autores

  • Jelson Roberto de Oliveira

DOI:

https://doi.org/10.4013/5016

Resumo

O artigo pretende analisar a filosofia como doutrina das coisas mais próximas, tal como Nietzsche a compreende nos escritos do chamado segundo período de sua produção. Para tanto, pretende-se mostrar como o método científico-experimental, praticado a partir da fisio-psicologia, leva o filósofo à negação do dualismo platônico e, consequentemente, à recuperação da importância do corpo (como o que há de mais próximo) e do mundo. Praticada como denúncia do menosprezo perpetrado pela metafísica, essa filosofia se apresenta como uma Lebensfreude, uma alegria com a vida.

Palavras-chave: experimentalismo, corpo, sombra, alegria, andarilho.

Downloads

Publicado

2021-06-07

Edição

Seção

Artigos