Pensamento Sistêmico-Ecológico: Luhmann, McLuhan e o sujeito

Adriana Braga, Adriano Duarte Rodrigues

Resumo


Aproximações entre a Teoria dos Sistemas, de Niklas Luhmann, e a perspectiva da Ecologia das Mídias, de Marshall McLuhan, são discutidas. Em contraposição ao estruturalismo nos anos 1970, Luhmann reverteu o domínio da estrutura sobre o ambiente. Ao contrário de Habermas, Luhmann propôs que o ambiente precede o sistema, como para McLuhan o meio precede a mensagem. Através da noção de figura/fundo, McLuhan enfatizou o fundo, perspectiva estética que se aproxima da abordagem de Luhmann, na qual o ambiente precede o sistema. Exploramos a noção de ambiente nessas teorias e sua relação com a noção de sujeito, que à primeira vista parece alheio às preocupações de ambos, originando acusações de anti-humanismo e determinismo tecnológico. Entretanto, a concepção de sujeito permanece como instância paradoxal e transcendente, entre os binômios Umwelt/System e Figure/Ground. Explorando a natureza sistêmica do pensamento de McLuhan, buscamos relacionar a Ecologia das Mídias e a Teoria dos Sistemas.

Palavras-chave


Teoria da Comunicação, Teoria dos Sistemas, Pensamento Sistêmico, Ecologia das Mídias

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .