Sociedade, literatura e contingência

José Francisco dos Santos, Matêus Ramos Cardoso

Resumo


Segundo Richard Rorty, há um declínio das filosofias tradicionais na tentativa de oferecer algum caminho seguro para tentar dizer a verdade sobre a realidade, cedendo lugar à ideia de cultura literária como redentora da humanidade. Para este filósofo há uma proposta que é a de perceber que, nos últimos 200 anos, a literatura teve mais poder para sensibilizar a humanidade diante de suas crises, mais força do que pensamentos filosóficos “densos”. Desta maneira, a problemática do artigo leva a se abrir à discussão para a perspectiva da sensibilidade, à multiplicidade do universo da sensibilidade, das relações, relacionando-se também com o universo cultural. Como resultado, percebe-se que são as nossas diversas e múltiplas linguagens que dão sustentação ao mundo. Por isso, como conclusão, há a necessidade de chamar a atenção para a cultura literária, que, por sua vez, tem condições de oferecer muitas alternativas que ampliam nossa concepção de mundo, apresentando uma variedade de ideias e concepções.

Palavras-chave


Richard Rorty, verdade, realidade, cultura literária.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Locations of visitors to this page