Diferenciais compensatórios de salário por risco na segurança pública e privada no Brasil

Cristiano Aguiar de Oliveira, Rafael Mesquita Pereira

Resumo


A teoria dos salários hedônicos estabelece que salários heterogêneos surgem naturalmente em um mercado de trabalho competitivo que possui diferentes níveis de risco (à saúde, de morte, etc.). Haveria, portanto, um mercado implícito capaz de compensar os trabalhadores empregados em atividades com maior risco, tais como a segurança pública e privada. Este artigo busca estimar os diferenciais compensatórios recebidos pelos trabalhadores em segurança pública (policiais civis e militares) e privada no Brasil. Para este fim, utiliza a metodologia proposta por Oaxaca (1973) e Fortin, Firpo e Lemieux (2009) para a decomposição dos diferenciais compensatórios na média e nos quantis da distribuição de salários. Ademais, realiza o controle para o viés de auto-seleção considerando possíveis diferenças de preferência por parte dos trabalhadores quanto ao risco. O artigo conclui que há uma compensação pelo risco da atividade de segurança pública no Brasil, pois os diferenciais compensatórios são positivos para os trabalhadores deste setor na média e na maior parte dos quantis. Por sua vez, a segurança privada apresenta ganhos diferenciados apenas nos quantis com salários mais baixos.




DOI: https://doi.org/10.4013/pe.v16i1.19685



ISSN: 1808-575X - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues
 
 
 
 
 
   
Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo