Microempreenderismo popular e Economia Solidária: o sentido de uma mudança

Pedro Hespanha

Resumen


Este artigo procura, primeiramente, dar conta da diversidade do universo dos microempreendedores, fornecendo uma categorização das suas principais modalidades a partir de uma concepção plural dos sistemas económicos. Em segundo lugar, intenta discutir o sentido da transformação das formas de economia popular em um processo em que a metáfora da metamorfose permite expressar o seu carácter híbrido e isento de descontinuidades. Por fim, questiona as condições a partir das quais se pode esperar que essas formas de economia popular venham a dar lugar a formas solidárias – e não individualistas – de produzir, distribuir e consumir. As ideias expressas resultam de uma reflexão do autor a partir de um estudo sobre o mundo dos microempreendedores em Portugal e que consistiu em uma análise detalhada de como surgem, alimentam-se e desenvolvem-se os pequenos empreendimentos, cruzando as experiências dos seus criadores com as daqueles profissionais ou representantes de instituições que supostamente os apoiam.


Texto completo: PDF



Av. Unisinos, 950 - B. Cristo Rei / CEP 93.022-000 - São Leopoldo (RS) Central de Relacionamento Unisinos: +55 (51) 3591 1122 Ext.: 3219

Designed by Jully Rodrigues

 

Licença Creative Commons

This work is licensed under a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License. Melhor visualizado no Mozilla Firefox