Dados e automação na renderização de visualizações científicas: imagens operacionais na Estação Meteorológica de Hesse

Marcio Telles, Luiza Carolina dos Santos

Resumo


Neste artigo, discutimos as formas de ver por meio de visualizações de software em investigações científicas, examinando os processos que geram visualizações em uma estação meteorológica na Alemanha. Ao elucidarmos a medialidade dessas imagens técnicas, contrariamos o argumento de Chris Anderson de que o computacional teria acesso mais amplo ao real, o que afastaria a investigação teórica das ciências. Com a contribuição teórica de Crary, Farocki, Flusser e Edwards, argumentamos que as imagens computacionais são produzidas algoritmicamente após a coleta de dados, carregando consigo pressupostos teóricos e epistemológicos que ficam ocultos quando não se leva em consideração esse nível de mediação. Consideramos a aquisição de dados, a renderização de imagens e a observação como três processos distintos que, juntos, formam uma “configuração” medial específica para a visualização científica. Concluímos reafirmando a importância dos Estudos de Mídia e das Humanidades Digitais no estudo da visualização mediada por materialidades computacionais.

Palavras-chave: Imagens computacionais. Humanidades digitais. Renderização.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4013/fronteiras.v22i3.20980



ISSN: 1984-8226 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-750. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues
 
 
 
 
 
   
Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo