Os lutos em Coração de Cachorro: a instrumentalização do eu no filme-ensaio

Ana Paula de Aquino Caixeta, Rafael de Almeida

Resumo


Objetivamos com este artigo analisar o filme Coração de Cachorro (Laurie Anderson, 2015) considerando suas características estilístico-formais em diálogo com perspectivas que ressoam aos filmes em primeira pessoa, tais como autobiografia e autoficção, visando assim situá-lo no domínio ensaístico. Consideramos que a realizadora instrumentaliza o eu amparada na liberdade formal proporcionada pelos filmes-ensaio e, desse modo, consegue elaborar e concretizar reflexões que só seriam possíveis se ancoradas em um indivíduo que se encontra imerso em experiências comuns ao coletivo. O filme então transborda o pessoal e alcança comportamento dialético com seu público.

Palavras-chave: Filme-ensaio. Coração de Cachorro. Subjetividade.


Texto completo: PDF



ISSN: 1984-8226 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-750. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues


Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo