Cultura digital, videoclipes e a consolidação da Rede de Música Brasileira Pop Periférica

Simone Pereira de Sa

Resumo


O artigo tem por objetivo cartografar aspectos da consolidação da Rede de Música Brasileira Pop Periférica e identificar alguns de seus atores, tomando como rastros as listas dos vídeos musicais mais vistos no Youtube no Brasil entre 2012 e 2015.O argumento desenvolvido é o de que as redes sociais, sobretudo o Youtube, são mediadores centrais na articulação dessa rede constituída por gêneros musicais populares e periféricos que antes transitavam por circuitos distintos e que agora se irrigam mutuamente através do contato possibilitado por esta plataforma. Além disso, observa-se que no conjunto de vídeos musicais que atingiram o top da audiência no Brasil, há diversas formas de performatizar o pop periférico – através do funk carioca, do funk pop, do funk ostentação e do sertanejo universitário, dentre outros. Aspectos da teoria Ator-Rede em torno da noção de rede sócio-técnica (Latour, 2005); em diálogo com a discussão da sociologia da música em torno das noções de gênero e cena; e contribuições da historiografia sobre a música brasileira constituem o arcabouço teórico-metodológico da discussão.

Palavras-chave: Videoclipe. Youtube. Música Popular Periférica.


Texto completo: PDF



ISSN: 1984-8226 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-750. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues


Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo