Campanha não oficial – A Rede Antipetista na eleição de 2014

Marcelo Alves dos Santos

Resumo


Grande parte da literatura especializada em campanha eleitoral na internet se dedica à análise dos canais oficiais dos candidatos e dos partidos. Oferecemos uma abordagem diferente, investigando as articulações entre agentes de campanha não oficial contra Dilma Rousseff e o PT no Facebook em 2014. O argumento é que a internet, mais especificamente as mídias sociais, é uma arena na qual atores nativos destas esferas disputam os espaços da comunicação eleitoral, diversificando o ecossistema político-midiático e engajando-se na campanha. Aplicamos procedimentos metodológicos da análise de redes sociais com a finalidade de mapear os canais que mobilizaram o antipetismo no Facebook. O principal resultado é o que chamamos de Rede Antipetista, um agregado multifacetado de n=532 fan-pages, com 5.954 ligações. Essa rede alcançou mais de 10 milhões de seguidores durante a eleição. Analisamos as características da rede e dos atores que a compõem. Ao final, discutimos as implicações desse achado para a diversificação dos objetos de pesquisa em comunicação político-eleitoral.

Palavras-chave: comunicação política, eleição, campanha não oficial, antipetismo, Facebook.


Texto completo: PDF



ISSN: 1984-8226 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-750. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues