Políticas culturais, vídeo digital e política de representação: fatores para o desenvolvimento do cinema de periferia brasileiro

Gustavo Souza

Resumo


Pretendemos debater neste artigo os fatores que permitem o surgimento da produção audiovisual nas periferias brasileiras. A ideia aqui defendida é de que três importantes pontos permitem o desenvolvimento de tal produção: as políticas culturas empreendidas nos últimos 10 anos, tanto no âmbito municipal quanto no federal; o desenvolvimento das tecnologias digitais, que se popularizou, facilitando o acesso aos meios de produção e, por fim, novas propostas de políticas de representação, que tentam se distanciar da ideia dos espaços periféricos como locais exclusivos de insegurança, perigo e violência.

Palavras-chave: cinema de periferia, políticas culturais, digital, representação.


Texto completo: PDF



ISSN: 1984-8226 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-750. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues


Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo