A captura do tempo e a constituição do sujeito pesquisador

Bruno Eduardo Procopiuk Walter

Resumo


Esta pesquisa teve por objetivo compreender a constituição do sujeito pesquisador a partir da apropriação e uso de seu tempo. Para isto, pautando-se num referencial teórico foucaultiano, foram consultados documentos e analisadas um total de 30 entrevistas realizadas com docentes e pesquisadores vinculados a programas de pós-graduação na Universidade Estadual de Maringá. Pôde-se perceber que, ao longo de sua existência, o pesquisador tem seu tempo capturado pela escola-universidade. Seu tempo não é apenas capturado, mas é-lhe exigido que ocupe seu tempo de forma cada vez mais intensa e produtiva. Em decorrência, o tempo para si, o tempo gerido por si tende a ser reduzido. Por fim, cabe notar que a forma de ser pesquisador produzida no presente não é a única possível. Importa, na atualidade, refletir e criar formas outras de ser pesquisador que não aquelas impostas pelos dispositivos existentes e que lhe fixam uma identidade.

Palavras-chave: captura do tempo, constituição do sujeito, sujeito pesquisador, cuidado de si.


Texto completo: PDF



ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo