Da ética ambiental à agroecologia: contribuições do ensino de Filosofia para a educação agrícola

Claudio Luis de Alvarenga Barbosa

Resumo


Este ensaio tem por objetivo discutir possíveis contribuições do ensino de Filosofia no contexto de Cursos Técnicos em Agropecuária, uma habilitação da Educação Profi ssional Agrícola de Ensino Médio. Frente aos problemas ambientais relacionados à produção de alimentos, hoje em dia considera-se relevante que um egresso do referido curso conheça o paradigma agroecológico. O artigo analisa como, nas aulas de Filosofia, a compreensão desse paradigma pode contribuir de maneira signifi cativa na formação de um profi ssional comprometido com o equilíbrio socioambiental do planeta e os subsídios oferecidos pela ética ambiental para, em âmbito interdisciplinar, favorecer a formação do técnico em agropecuária. Argumenta-se que,  se temos na agroecologia uma noção nova — frequentemente associada ao debate social sobre agricultura e desenvolvimento sustentáveis —, com um grande potencial de transformação social através das práticas agropecuárias, temos na ética ambiental um tema essencial para a constituição do paradigma agroecológico, na medida em que contribui para repensar o comportamento dominante em relação aos usos que se faz do meio ambiente.

Palavras-chave: Ensino de Filosofia, educação agrícola, ética ambiental, agroecologia.

Texto completo: PDF



ISSN 2177-6210 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional [atualizado em abril/2016]

Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP 93022-750, São Leopoldo, RS. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122 R: 3219
Projeto gráfico: Jully Rodrigues




Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo