Variação na Concordância Nominal de Número em Redações de Surdos

Autores

  • Dayane Celestino de Almeida UNICAMP - Universidade Estadual de Campinas
  • Letícia Kaori Hanada Unicamp

DOI:

https://doi.org/10.4013/cld.2020.183.13

Resumo

Este trabalho investiga a Concordância Nominal de Número em textos escritos por indivíduos surdos, com o objetivo de verificar que fatores sociais ou linguísticos estão associados à Realização ou à Não Realização desse tipo de concordância. Serve de norte o quadro teórico-metodológico da sociolinguística variacionista. Foram analisadas 40 redações, de 40 indivíduos surdos, entre 15 e 35 anos de idade, estratificados em idade de aquisição da Libras, grau de oralização e leitura labial, e escolaridade. Os resultados apontam para a não correlação desses fatores com a Concordância, revelando, de outro lado, a existência de uma correlação de alguns fatores linguísticos (descritos no corpo do trabalho) com a Não Concordância.

Palavras-chave: Bilinguismo de surdos; Concordância nominal de número; Variação linguística.

Biografia do Autor

Dayane Celestino de Almeida, UNICAMP - Universidade Estadual de Campinas

Bacharel em Letras pela Universidade de São Paulo (USP), com habilitação em Português e Linguística. Mestre e Doutora em Linguística pela USP. Atualmente é professora efetiva da UNICAMP (IEL - DLA)

Letícia Kaori Hanada, Unicamp

Aluna do Bacharelado em Linguística no Instituto de Estudos da Linguagem da Unicamp, com Iniciação Científica sobre variação sociolinguística no Português de surdos.

Downloads

Publicado

2020-11-04