Docência compartilhada como design de formação de professores de português como língua adicional

Margarete Schlatter, Everton Vargas da Costa

Resumo


Com base em uma visão de formação docente como compartilhamento de experiências, reflexão prospectiva e retrospectiva e indução à prática profissional, neste artigo descrevemos as ações de duas professoras atuando em docência compartilhada e analisamos como constroem formação e negociam suas identidades. Desde uma perspectiva etnográfica, analisamos eventos de formação em que as professoras interagem na sala de aula e por e-mails. Observamos que o design de docência compartilhada e as identidades valorizadas nesse contexto, professor-autor e professor-autor-formador, favorecem a construção de uma relação de igualdade existencial e epistêmica entre as participantes. A experiência individual, quando socializada, passa a integrar o repertório de experiências coletivas das professoras, ao construírem trajetórias de participação que se sobrepõem e impactam as experiências, o acesso a recursos afetivos e cognitivos, e as identidades das participantes.

Palavras-chave: Formação de professores; Docência compartilhada; Experiência.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4013/cld.2020.182.06



SCImago Journal & Country Rank

ISSN 2177-6202