Da internacionalização à regionalização da educação: ressignificando a prática de mobilidade estudantil a partir de uma ação político-linguística educativa

Glenda Heller Cáceres

Resumo


O trabalho que aqui apresentamos vai à contracorrente da configuração de um cenário global, no qual a prática da internacionalização no Ensino Superior vem crescendo exponencialmente, especialmente no que se refere a relações educacionais mercadológicas do tipo sul-norte. A política-linguística educativa proposta, que envolveu uma experiência de imersão na Argentina, proporcionada a alunos de Ensino Médio brasileiros, e da qual se originam os dados analisados, permitiu o questionamento sobre as representações dos participantes acerca das línguas envolvidas em práticas de mobilidade estudantil. Com esse objetivo em vista, e apoiando-nos nas estratégias metodológicas da Teoria Fundamentada, mostramos como ações encabeçadas por educadores podem levar à percepção crítica da realidade sociolinguística regional por parte dos estudantes e, ainda, à criação de um caminho que conduza ao estabelecimento de uma cidadania sul-americana.

Palavras-chave: representações; mobilidade estudantil; regionalização.

 


Texto completo: PDF



ISSN: 2177-6202 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022 -000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122

Projeto gráfico: Jully Rodrigues


 

SCImago Journal & Country Rank Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo