Dando voz à fala dos trabalhadores: atividade real e linguagem

Fernanda Flávia Cockell, Daniel Perticarrari

Resumo


Baseado na metodologia da Análise Ergonômica do Trabalho, este estudo tem como objetivo principal avaliar o papel do discurso dos trabalhadores durante cada fase de uma ação ergonômica. Discutimos como as práticas de linguagem se relacionam com o trabalho e mostramos a importância do acesso à fala do trabalhador, pois é por meio da análise dos discursos coletados que o ergonomista é capaz de entender os constrangimentos presentes na atividade para, em seguida, transformar o trabalho. Procuramos também apontar como os estudos das práticas de linguagem podem contribuir durante a ação, caso sejam utilizados e empregados, desde a análise da demanda, até a validação da intervenção realizada. Concluímos que, ao aproximarmos campos de saber distintos para compreendermos a atividade real, torna-se necessário rediscutir os limites dos conhecimentos e dos conceitos utilizados durante a prática ergonômica.

Palavras-chave: trabalho, discurso, ergonomia, atividade real.

Texto completo: PDF