Identidade infantil e mídia no Brasil de Vargas e na Alemanha nazista

Zilda Gaspar Oliveira Aquino, Leticia Fernandes Britto-Costa

Resumo


O presente artigo tem por proposta investigar a construção da identidade infantil em textos midiáticos voltados a crianças e publicados na década de 1930, no Brasil e na Alemanha. Buscamos, sobretudo, compreender a relação entre os dois contextos nacionalistas - Nazismo e Era Vargas - e a representação de infância. O embasamento teórico faz-se a partir das posições de Moita Lopes (2002), Jungwirth (2007), Keupp (1999), entre outros, no que se refere às teorias de identidade no discurso. Metodologicamente, procedeu-se ao estudo contrastivo entre as duas revistas, em que se buscou localizar elementos nominais usados para se referir às crianças em ambos os periódicos. Os resultados permitem observar a forte influência do poder político na construção da identidade das crianças no período estudado.

Palavras-chave: Identidade; Mídia; Nacionalismo.


Texto completo:

PDF




SCImago Journal & Country Rank

ISSN 2177-6202