KANHGÁG JYKRE KAR - FILOSOFIA, EDUCAÇÃO KANHGÁG E A ORALIDADE

UMA ABERTURA DE CAMINHOS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.4013/rlah.2021.1026.02

Palavras-chave:

Interculturalidade, Sabedoria, Conhecimento, Diálogo

Resumo

O presente artigo, intitulado kanhgág Jykre Kar Filosofia, educação Kanhgág e a oralidade: uma abertura de caminhos, trata da organização social do povo indígena Kanhgág/RS, sua história, educação, a escola indígena e sua proposta indígena diferenciada, o bilinguismo, a inclusão e a interculturalidade. Tem como objetivo registrar a oralidade para orientar meu povo e os professores indígenas e não indígenas, que possuem interesse e atuam nas escolas indígenas ou em temáticas sobre o mundo indígena. O aporte teórico foi baseado nos escritos de outras pesquisas indígenas que escreveram sobre esta temática. Foram ouvidas as pessoas mais velhas (Ti Si Ag) e os pajés (Kujá), valorizando seus conhecimentos e suas sabedorias. Destaco a importância de um pensar indígena, abrindo a compreensão de um mundo povoado por diferentes culturas e. O mundo Kanhgág visitado, vislumbrado com outros olhares. As trocas vivências. O trabalho propôs uma abertura de caminhos, um diálogo que precisa continuar. Diálogos interculturais precisam acontecer para que novas aprendizagens possam surgir.

Biografia do Autor

Dorvalino Refej Cardoso, Professor Kanhgág

Kanhgág, liderança e professor bilíngue na comunidade Por Fi Ga. Mestre em Educação e graduado em Pedagogia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Referências

BERGAMASCHI, Maria Aparecida. DALLA ZEN,Maria Isabel Habckost. XAVIER, Maria Luisa Merino de Freitas (Organizadoras). Povos Indígenas & Educação. 2. ed. Porto Alegre: Mediação, 2012.

BRASIL. Lei Federal no 11.645 de 10 de março de 2008. Disponível em

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11645.htm Acesso em outubro de 2021

CARDOSO, Dorvalino Refej. Aprendendo com todas as formas de vida do Planeta. Educação oral e educação escolar Kanhgág. Trabalho de Conclusão de curso. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Curso de Pedagogia: Licenciatura, Porto Alegre, 2014. Disponível em: https://lume.ufrgs.br/handle/10183/103318 Acesso em outubro de 2021

CLAUDINO, Zaqueu Key. A formação de pessoa nos pressupostos da tradição da educação indígena Kaingang. Dissertação de Mestrado. Universidade federal do Rio Grande do Sul, PPGEdu, Porto Alegre, 2013.

FERREIRA, Bruno. Educação Kaingang: processos próprios de educação escolar. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Faculdade de Educação, Programa de Pós Graduação em Educação, Porto Alegre, RS, 2014.

KRESÓ, Pedro. O kiki permanece. In: Vyjkág, Adão Sales et al. Textos Kanhgág. Brasília: APBKG/DKA - Áustria/MEC/PNUD, 1987, P.80-81.

Downloads

Publicado

2022-01-21