A figura do diabo como produção de presença no Neopentecostalismo Contemporâneo: incursões no heavy metal cristão

Angela Mastella Coradini, Dolores Galindo

Resumo


Neste texto, argumentamos que, nos shows de heavy metal Cristão, ocorre uma dupla produção de presença, na qual a figura do diabo se constitui como presença, por meio de materialidades, em princípio seculares, as quais, desinterditadas, atuam no metal cristão. Primeiro, a presença de Deus, na Palavra, tomada como atualização do Divino, em sua dimensão material, invocada para expurgar e banir a figura do diabo situado na forma individual ou na forma de legiões que lhe é atribuída. Segundo, por meio de práticas organizadas na forma de ministérios encarregados das chamadas batalhas espirituais. Fazer presentes elementos diabólicos para depois negá-los é uma cruzada reafirmada cotidianamente, no metal cristão. O texto tem como aporte teórico os estudos sobre produção de presença de Hans Ulrich Gumbrecht (2010–2015) e o material de pesquisa de campo sobre heavy metal cristão, e visa contribuir para delinear uma das práticas neopentecostais contemporâneas discorrendo sobre as articulações entre ministérios undergrounds criados para combater o demônio e a sonoridade heavy metal vinculada ao discurso bíblico.

Palavras-chave: diabo, heavy metal cristão, neopentecostalismo, produção de presença.


Texto completo: PDF



ISSN: 1806-6925 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122

Projeto Gráfico: Jully Rodrigues

Crossref Member Badge
Crossref Similarity Check logo
Locations of visitors to this page