Favela – lugar para se visitar ou evitar? As contradições na mídia sobre o turismo em favelas no Rio de Janeiro

Mariana Alves Madureira, Elizabeth Oliveira, Marta de Azevedo Irving, Frederico Tavares

Resumo


O turismo em favelas tem suscitado inúmeras controvérsias na academia, no trade turístico e, também, na cobertura jornalística. Considerando a importância da mídia na difusão da imagem veiculada sobre essas localidades e sobre o próprio turismo ali desenvolvido, este artigo foi construído com o objetivo de interpretar como a mídia digital decodifica e dissemina as informações sobre o turismo em favelas no Rio de Janeiro. Para tanto foi escolhido como recorte temporal os Jogos Olímpicos Rio 2016, período de grande visibilidade para a cidade. Para o desenvolvimento das análises, a noção de dispositivo, concebida por Foucault e desenvolvida por Deleuze, por meio da proposta de “geografia filosófica”, constituiu a lente teórica da interpretação. Com base nessa inspiração teórica e, por meio da leitura crítica de 49 publicações, difundidas por 33 mídias digitais, foi possível perceber que o discurso jornalístico sobre o turismo em favelas é polêmico e, também, contraditório. Para além do recorte temático proposto – o turismo em favelas – emergiu dessa análise o enunciado sobre o lugar favela, de forma mais ampla, evidenciando o forte estigma ainda vinculado a esses espaços na interpretação da mídia, mesmo no contexto favorável vivido pela cidade nesse período.

Palavras-chave: favela, turismo, mídia, dispositivo.


Texto completo: PDF



ISSN: 1806-6925 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122

Projeto Gráfico: Jully Rodrigues

Crossref Member Badge
Crossref Similarity Check logo
Locations of visitors to this page