Percepções de vigilância e controle sociais atrelados ao uso dos dispositivos comunicacionais móveis

José Carlos Santos Ribeiro, José Bonifácio do Amparo Sobrinho, Rodrigo Nejm

Resumo


Este artigo apresenta um recorte de uma pesquisa de abordagem qualitativa exploratória que teve por finalidade apreender como os usuários de dispositivos comunicacionais móveis manejam, a partir do uso cotidiano, as questões relacionadas com as práticas interacionais1. A amostra foi composta por 120 estudantes universitários de seis cidades da região nordeste do Brasil. Neste texto, apresentamos as discussões acerca do conjunto categórico intitulado Percepções de ações de vigilância e controle, composto pelas categorias: (i) vigilância e controle sobre a vida cotidiana; (ii) vigilância e controle de presença social; (iii) vigilância e controle em relação às situações de proximidade física; e (iv) vigilância em relação ao controle dos dados. Os resultados sinalizam a existência e o desenvolvimento de novas práticas sociais de monitoramento, facilitadas pela presença de condicionantes e recursos técnicos associados à expansão da comunicação móvel, com consequências diretas e indiretas nos processos de ajustamentos sociais dos indivíduos, tendo como destaque a influência das expectativas promosociais advindas das comunicações face a face nas negociações das práticas interacionais mediadas pelos dispositivos móveis.

Palavras-chave: interações sociais, interações mediadas, vigilância social, controle social, reflexividade, dispositivos comunicacionais móveis, jovens universitários.


Texto completo: PDF



ISSN: 1806-6925 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122

Projeto Gráfico: Jully Rodrigues

Locations of visitors to this page