Vitrine Virtual: comunicação, práticas corporais e sociabilidade no Grindr

Osvaldo da Silva Vasconcelos, Manuela do Corral Vieira, Danila Gentil Rodriguez Cal

Resumo


O objetivo do artigo é analisar a utilização do aplicativo Grindr como ambiente de comunicação e de sociabilidade gay online. Busca-se compreender como a exposição dos corpos no Grindr participa das definições das possíveis relações entre os sujeitos. De modo mais específico, analisam-se as tensões comunicacionais entre segredo e visibilidade a partir desse aplicativo. Como referencial teórico, partimos das concepções de armário de Sedgwick e Miskolci, de cibercultura de Levy, de cibercidade de Lemos e de “imitação prestigiosa” de Mauss. Como referencial metodológico, realizamos pesquisa etnográfica com 23 usuários do Grindr e enfocamos, neste artigo, nove usuários representativos desse universo residentes na cidade de Belém (PA). Os resultados permitiram explorar e analisar definições em torno das preferências sexuais, corporais e comportamentais dos usuários e relacioná-las aos estudos sobre o homoerotismo na cibercultura.

Palavras-chave: cibercultura, Grindr, sociabilidade gay, corpo.


Texto completo: PDF



ISSN: 1806-6925 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122

Projeto Gráfico: Jully Rodrigues

Locations of visitors to this page