A propagação da violência online: análise de enunciados violentos emitidos à torcedora acusada de racismo contra goleiro Aranha

Pricilla Farina Soares

Resumo


No dia 29 de agosto de 2014, o jornal Folha de S. Paulo, em sua fanpage no Facebook divulgou a postagem “Ato racista contra Aranha gera comoção nas redes sociais, e torcedora que foi fl agrada xingando o goleiro é ‘caçada’ pelos internautas”. Neste trabalho, foram analisados, em 7.846 comentários coletados até o dia 1º de setembro de 2014, enunciados violentos emitidos à torcedora acusada de racismo, e a ligação dos xingamentos com o fato de se tratar de alguém do gênero feminino, a fi m de se perceber como ocorre a disseminação e legitimação da violência nos sites de redes sociais, especificamente a violência de gênero. Para a análise, foram levadas em consideração as teorias de discurso e poder de Foucault, poder simbólico de Bourdieu e conceitos de violência e ódio abordados por Lebrun, Hobbes e Bourdieu, bem como os conceitos de gênero de Butler, Louro e Scott .

Palavras-chave: discurso, violência online, violência de gênero.


Texto completo: PDF



ISSN: 1806-6925 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122

Projeto Gráfico: Jully Rodrigues

Crossref Member Badge
Crossref Similarity Check logo
Locations of visitors to this page