Dez anos depois de Bragança, a representação da mulher brasileira nos media

João Carlos Correia

Resumo


O texto pretende fazer uma análise de algumas representações da mulher brasileira em Portugal, recorrendo a um corpo empírico constituído por diversos momentos: pela revista Time; pela revista Visão; Jornal da TVI (Televisão Independente) e por peças diversas referentes a eventos ocorridos mais recentemente. Analisa-se o complexo processo de estereotipização discursiva da mulher e de xenofobia recorrente, verificado durante o período em que Portugal, com base no impulso proporcionado pelos fundos comunitários, constitui-se como país de acolhimento de imigrantes atraídos pelo desenvolvimento económico. Comparam-se as representações mediáticas de mulheres brasileiras decorrentes de eventos verificados em 2003 com representações produzidas no decurso de eventos idênticos dez anos depois, em 2013.

Palavras-chave: análise do discurso, representações, identidades, mulheres brasileiras.


Texto completo: PDF



ISSN: 1806-6925 - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122

Projeto Gráfico: Jully Rodrigues

Locations of visitors to this page