Considerando fatores sócio-afetivos para a formação de grupos em ambientes colaborativos de aprendizagem apoiados por computador utilizando algoritmos genéticos

Mark R.C. Lima, Cícero C. Quarto, Sofiane Labidi, Ida M.M. Schivitz

Resumo


Na aprendizagem colaborativa, fatores sócio-afetivos, como cooperação, motivação, afi nidades sócio-cognitivas, pró-atividade, interação, entre outros, desempenham um importante papel de estímulo à colaboração, bem como atuam na construção das relações do ser humano dentro de uma perspectiva sócio-cultural. Segundo pesquisadores, em atividades colaborativas de aprendizagem, habilidades individuais sócio-afetivas de um indivíduo precisam ser conjugadas com as de outros a fi m de obterem maior êxito no trabalho coletivo. Embora os pedagogos e outros pesquisadores da educação apontem a importância de considerar fatores sócio-afetivos em atividades colaborativas de aprendizagem, poucos ambientes educacionais colaborativos assim estão fazendo. São a partir destes desafios que este trabalho busca avançar no estado da arte, bem como apresentar ações de inferências dos fatores sócio-afetivos Capacidade de Cooperação, Personalidade, Liderança e Afinidade Social, de modo a serem utilizadas como critérios na formação de grupos de estudantes para trabalharem colaborativamente através da modelagem de um Algoritmo Genético.

Palavras-chave: afetividade, algoritmos genéticos, aprendizagem colaborativa.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.