A DESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA DE EMPRESA EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL NA JUSTIÇA DO TRABALHO: UMA ANÁLISE DA PROBLEMÁTICA DO DESCUMPRIMENTO DO PLANO E A POSSIBILIDADE DE QUEBRA DA ISONOMIA ENTRE OS CREDORES TRABALHISTAS

Laís de Avila Gaspary

Resumo


O presente artigo versa sobre a desconsideração da personalidade jurídica, pela Justiça do Trabalho, de empresas em processo de recuperação judicial. Nesta seara se analisará a desconsideração da personalidade jurídica sob a ótica das teorias maior e menor. Os objetivos do artigo são analisar o instituto da desconsideração da personalidade jurídica, de empresas em processo de recuperação judicial, tendo como ponto de partida a quebra de isonomia entre credores da mesma classe. Para tanto, analisar-se-á os casos em que o Judiciário trabalhista aplica a teoria da desconsideração da personalidade jurídica e as questões controversas da competência do juízo universal da recuperação judicial. O trabalho ora proposto se baseará em análise doutrinária e jurisprudencial sobre o tema. Ter-se-á como escopo a pesquisa de doutrina empresarial e trabalhista em contraponto à jurisprudência trabalhista gaúcha. Ao final, conclui-se que a desconsideração da personalidade jurídica antecipa pagamento de credor sujeito ao plano. Com isso, tal pagamento impõe a sociedade o descumprimento do plano de recuperação judicial, o que além de ferir a isonomia entre os credores da mesma classe, pode ser causa de convolação da recuperação judicial em falência com fundamento no descumprimento do plano aprovado pelos credores.


Referências


BRASIL. Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002. Institui o Código Civil. Disponível em: . Acesso em 19 set. 2016.

BRASIL. Lei nº 8.078, de 11 de setembro de 1990. Dispõe sobre a proteção do consumidor e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em 19 set. 2016.

BRASIL. Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998. Dispõe sobre as sanções penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente, e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9605.htm. Acesso em 19 set. 2016.

BRASIL. Lei Nº. 11.101, de 09 de fevereiro de 2005. Regula a recuperação judicial, a extrajudicial e a falência do empresário e da sociedade empresária. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/lei/l11101.htm. Acesso em 19 set. 2016.

BRASIL. Lei Nº. 11.101, de 09 de fevereiro de 2005. Regula a recuperação judicial, a extrajudicial e a falência do empresário e da sociedade empresária. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/lei/l11101.htm. Acesso em 19 set. 2016.

BRASIL. Superior Tribunal de Justiça. Conflito de Competência nº 82.445/RJ. Segunda Seção. Relator Ministro João Otávio de Noronha. Julgado em 17 de junho de 2009. Disponível em http://www.stj.jus.br. Acesso em 19 set. 2016.

BRASIL. Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região. Agravo de Petição nº 0000152-73.2013.5.04.0772. Seção Especializada Em Execução. Relatora Desa. Rejane Souza Pedra. Julgado em 28/04/2015. Disponível em: http://www.trt4.jus.br. Acesso em 19 set. 2016.

BRASIL. Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região. Agravo de Petição nº 0000080-85.2012.5.04.0331. Seção Especializada em Execução. Relatora Desembargadora Lucia Ehrenbrink. Julgado em 22/10/2013. Disponível em http://www.trt4.jus.br. Acesso em 19 set. 2016.

BRASIL. Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região. Agravo de Petição nº 0000055-37.2010.5.06.0412. Terceira Turma, Relatora Desembargadora Virginia Malta Canavarro. Julgado em 22/10/2012. Disponível em http://www.trt6.jus.br. Acesso em 19 set. 2016.

BRASIL. Tribunal Regional do Trabalho da 9ª Região. Orientação Jurisprudencial nº 28 da Seção Especializada em Execução. Disponível em http://www.trt9.jus.br. Acesso em 19 set. 2016.

BRASIL. Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região. Agravo de petição nº 2100009120075010482. Décima Turma. Relatora Desa. Rosana Salim Villela Travesedo, Julgado em 20/03/2013. Disponível em http://www.trt1.jus.br. Acesso em 19 set. 2016.

BRASIL. Tribunal Superior do Trabalho. Agravo de Instrumento em Recurso de Revista nº 01094/2001-003-18-00.4. Sexta Turma. Relatora Ministra Rosa Maria Weber. Julgado em 25/05/2007. Disponível em http://www.tst.jus.br. Acesso em 19 set. 2016.

BRASIL. Superior Tribunal de Justiça. Agravo Regimental em Conflito de Competência nº 99.583/RJ. Segunda Seção. Relator Aldir Passarinho Júnior. Julgado em 24/06/2009. Disponível em http://www.stj.jus.br. Acesso em 19 set. 2016.

CAMPINHO, Sergio Luiz. Novo projeto sobre teoria da desconsideração beneficia empresas. Disponível em

__________. Falência e Recuperação de Empresa: o novo regime da insolvência empresarial. Rio de Janeiro: Renovar, 2006.

CAVALLI, Cassio; AYOUB, Luiz Roberto. A construção jurisprudencial da recuperação judicial de empresas. Rio de Janeiro: Forense, 2013.

CLAUS, Ben-Hur Silveira. A Desconsideração da Personalidade Jurídica na Execução Trabalhista: Alguns Aspectos Teóricos. Revista Magister de Direito do Trabalho, nº 52, Jan-Fev/2013.

COELHO, Eneias dos Santos. Desconsideração da personalidade jurídica a luz do Código Civil brasileiro ‐ requisitos. In: Âmbito Jurídico, Rio Grande, XVI, n. 116, set 2013. Disponível em: < http://ambitojuridico.com.br/site/?n_link=revista_artigos_leitura&artigo_id=13662&revista_caderno=8>. Acesso em 19 set. 2016.

COELHO, Fábio Ulhoa. Curso de direito comercial. 13. ed. São Paulo: Saraiva, 2009.

____. ____. 9. ed. São Paulo: Saraiva, 2006.

FÉRES, Marcelo Andrade. Da Constitucionalidade dos condicionamentos impostos pela Nova Lei De Falências ao privilégio dos créditos trabalhistas. Repertório IOB de Jurisprudência – Trabalhista e Previdenciário, São Paulo, v. II, n. 12, 2005.

FRANCO, Vera Helena de Mello; SZTAJN, Rachel. Falência e Recuperação da Empresa em Crise: Comparação com as posições do Direito Europeu. Rio de Janeiro: Elsevier, 2008.

GARCIA, Leonardo de Medeiros. Direito do consumidor. Niterói: Impetus, 2009.

MANJINSKI, Everson. Análise paradigmática da desconsideração da personalidade jurídica. Jus Navigandi, Teresina, ano 17, n. 3460, 21 dez. 2012. Disponível em: http://jus.com.br/revista/texto/23287. Acesso em 19 set. 2016.

PEREIRA, Thomaz Henrique Junqueira de Andrade. Princípios do Direito Falimentar e Recuperacional Brasileiro. 2009, 133 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Direito – Mestrado) Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2009.

REQUIÃO, Rubens. Abuso de direito e fraude através da personalidade jurídica (“disregard doctrine”). Revista dos Tribunais. São Paulo: RT, 1969, n. 410.

SALOMÃO, Luis Felipe; SANTOS, Paulo Penalva. Recuperação judicial, extrajudicial e falência: teoria e prática. Rio de Janeiro: Forense, 2012.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2526-9348. Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Av. Unisinos, 950, Cristo Rei, 93022-750, São Leopoldo, RS, Brasil. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122