Os processos criativos da publicidade midiatizada e o olhar do outro: uma pesquisa etnográfica

Maria Cristina Dias Alves

Resumo


Este artigo traz um recorte da nossa tese de doutorado e aborda o percurso metodológico que configurou a nossa escolha da etnografia e análise interpretativa (Geertz, Clifford) na investigação de três modelos de agência de publicidade: tradicional, digital e colaborativa. Como alicerce teórico para as observações, dialogamos com Foucault, Deleuze e Agamben e o conceito de dispositivo e, ainda, midiatização como instrumento heurístico para observar processos na especificidade de objetos de estudo, como escreve Braga (2012). A pesquisa etnográfica, no contexto do mundo do trabalho, permitiu observar os profissionais na relação com os aparatos técnicos e na interação com seus pares, sempre na perspectiva das aceleradas mudanças da sociedade contemporânea sob a égide da proliferação dos meios, o que exige profissionais com competências múltiplas que possam dar conta de um consumidor ubíquo.

Palavras-chave


agências de publicidade, processos criativos, etnografia

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .