Verificação da curva de Kuznets para os municípios do Estado de Santa Catarina: uma análise paramétrica e não paramétrica para os períodos de 1991, 2000 e 2010

Julio Cesar Araujo da Silva Junior, Cesar Augusto Pereira dos Santos, Cassieli da Silva, Julio Folle

Resumo


Um questionamento que periodicamente surge em investigações empíricas na literatura diz respeito à relação entre o crescimento econômico e a desigualdade de renda. O objetivo deste estudo é testar a hipótese de Kuznets para os municípios do estado de Santa Catarina, com dados do índice de Gini e renda per capita dos anos de 1991, 2000 e 2010. Para isto, especificações de polinômios de graus dois e três e modelos de dados em painel foram utilizados. Adicionalmente foram estimadas regressões não paramétricas, pelo método de estimação B-splines. Os resultados sugerem a validação da hipótese de Kuznets para as duas diferentes especificações paramétricas, corroborados pela análise não paramétrica. Outro fato verificado foi que a desigualdade para quantis de concentração de renda mais baixos reage mais rapidamente a aumentos de renda per capita do que para quantis de desigualdade mais alta.

Palavras-chave: hipótese de Kuznets, distribuição de renda, municípios de Santa Catarina.


Texto completo: PDF



ISSN: 1808-575X - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues