Caracterização dos trabalhadores formais da cultura da soja: o caso do Centro-Oeste brasileiro

José Ediglê Alcantara Moura, Maria Jeanne Gonzaga de Paiva

Resumo


As transformações conjunturais e estruturais evidenciadas no mercado de trabalho brasileiro mediante a intensa reestruturação produtiva impactaram significativamente no setor agropecuário através do aumento da produtividade marginal da mão-de-obra em relação aos postos formais de trabalho. Diante desse contexto, o artigo tem como objetivo central analisar o mercado de trabalho formal no cultivo da soja na macrorregião do Centro-Oeste nos anos de 2006 e 2014. Inicialmente, faz-se uma revisão da literatura e em seguida se recorre à base de dados da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Os principais resultados revelam que o Centro-Oeste tem aumentado sua População Economicamente Ativa (PEA) no meio agrícola ao longo dos anos, com crescente participação da soja no mercado de trabalho agropecuário da região, no entanto à qualidade das ocupações mostram-se seletivas por sexo e idade, além da elevada rotatividade, no entanto se constata melhora do nível de escolaridade e consequentemente aumento do rendimento médio dos trabalhadores, indo ao encontro da teoria do capital humano.




DOI: https://doi.org/10.4013/pe.v16i1.17292



ISSN: 1808-575X - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues
 
 
 
 
 
   
Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo