Determinantes da vitimização por furto ou roubo no estado de Minas Gerais

Isa Dora Almeida Oliveira da Silva, Raquel Gomes Ramos Silva, Francisco Carlos da Cunha Cassuce, Jader Fernandes Cirino

Resumo


Este artigo utiliza-se de um modelo econométrico de análise qualitativa – Probit – para estabelecer as características associadas à vitimização pelos crimes de furto e roubo no estado de Minas Gerais em 2009. A pesquisa teve como base o suplemento “Características da vitimização e do acesso à justiça no Brasil” da PNAD de 2009. Os resultados mostram que, para ambos os crimes, os indivíduos do sexo masculino, não casados, que apresentam bons rendimentos e são domiciliados em áreas urbanas estão mais propensos a sofrerem um furto ou roubo. Tais características corroboram com o esperado pelas teorias do Estilo de Vida e das Atividades Rotineiras, que defendem que os indivíduos economicamente mais atrativos e socialmente mais expostos têm maiores chances de serem vítimas de crimes contra o patrimônio, tal como os crimes aqui estudados. Além dessas, foram introduzidas outras características pessoais e locais na análise, sob as quais os resultados indicaram que afetam diferentemente a probabilidade de vitimização por cada um dos crimes tratados.






ISSN: 1808-575X - Melhor visualizado no Mozilla Firefox

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0

São Leopoldo, RS. Av. Unisinos, 950. Bairro Cristo Rei, CEP: 93.022-000. Atendimento Unisinos +55 (51) 3591 1122
Projeto gráfico: Jully Rodrigues


Crossref Member Badge Crossref Similarity Check logo