A construção coletiva da Política Pública de Economia Solidária: as Conferências Nacionais de Economia Solidária

Vanderson Gonçalves Carneiro

Resumen


O artigo busca refletir a partir das discussões e resoluções realizadas nas duas Conferências Nacionais de Economia Solidária (CONAES, 2006, 2010), sobre os principais pontos que definem as Políticas Públicas de Economia Solidária (PPES). Esta reflexão leva em consideração o papel dos atores que formam a organização sociopolítica da economia solidária no reconhecimento e entendimento das principais diretrizes dessas PPES e os meios mais adequados para desenvolvê-las. O artigo está dividido em três partes, sendo que na primeira parte destacamos uma perspectiva de análise que coloca em discussão diferentes reconhecimentos e entendimentos sobre as iniciativas econômicas conceituadas como de economia solidária, e consequentemente como esses entendimentos sobre a economia solidária podem representar contornos diversos às ações e às políticas públicas desenvolvidas em sua promoção. Sintetizamos estes entendimentos a partir de dois vieses: um viés da desigualdade e um viés da diferença. Na segunda parte, o artigo se dedica à análise de alguns pontos das resoluções da I e II CONAES, de modo que possamos identificar o entendimento dado às PPES pelos principais atores envolvidos na discussão e promoção da economia solidária. Por fi m, na terceira parte, faremos uma síntese da proposta analítica da política pública de economia solidária levando em consideração o desenvolvimento de suas ações e o reconhecimento de direitos.

Palavras-chave: políticas públicas, organização sociopolítica, reconhecimento de diferenças.


Texto completo: PDF (Português (Brasil))



Av. Unisinos, 950 - B. Cristo Rei / CEP 93.022-000 - São Leopoldo (RS) Central de Relacionamento Unisinos: +55 (51) 3591 1122 Ext.: 3219

Designed by Jully Rodrigues

 

Licença Creative Commons

This work is licensed under a Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil License. Melhor visualizado no Mozilla Firefox